O Perispírito

O assunto que trago hoje é um pouco mais técnico do que de costume, pois seu estudo está inserido no aspecto científico do espiritismo, mas é de bastante relevância pois nos traz esclarecimentos importantes sobre a vida, a saúde e os problemas decorrentes de nossa imprudência.

Lembrando que a Doutrina Espírita possui um tríplice aspecto:

Aspecto Filosófico, ocupa-se com a finalidade da vida e com a destinação da alma. Mostra-nos através de um raciocínio lógico que fomos todos criados simples e ignorantes, ou seja, sem conhecimento e sem moral desenvolvida, e que através de vidas sucessivas caminhamos para a nossa destinação que é a felicidade. Sob o aspecto filosófico se preocupa com as questões que tanto afligem a humanidade: quem sou? de onde vim? por que estou aqui? para que estou aqui? e para onde vou?

Aspecto Moral ou Religioso, aquele que se preocupa em restaurar o Evangelho do Cristo em seu conteúdo mais puro, provendo-nos ferramentas para nos religarmos ao Criados através dos ensinos de Jesus. Estabelece um laço moral entre os homens, induzindo-os para a renovação definitiva para a grandeza do seu imenso futuro espiritual. Religião é para o Homem a compreensão divina que clarifica o caminho da alma e que o espirito apreenderá na pauta do seu nível evolutivo, religião é o sentimento divino que prende o Homem ao criador.

Aspecto Científico, aquele que se preocupa com a fenomenologia espírita, fluidificação, magnetismo, mediunidade etc. Neste aspecto repousa o estudo do PERISPIRITO.

O que é?

O perispírito é um envoltório semi-material que envolve o espírito. O espírito é imaterial, ou seja, não possui matéria nem forma. Já o corpo físico é exclusivamente matéria, que podemos tocar. Nesta comparação, o perispírito é um meio-termo, também chamado “corpo-espiritual”.

O períspirito é ligado molécula a molécula ao nosso corpo e vai imprimir no corpo as condições do nosso espírito. Desde a concepção orgânica do nosso corpo, nas divisões celulares, o períspirito vai agir como matriz, como molde para o corpo que está em formação. Atuando junto com a carga genética, o períspirito vai trazer a nossa carga espiritual.

O perispírito é o demarcador da individualidade, retratando o nosso Espírito e identifica a nossa posição evolutiva do princípio espiritual. É a superfície onde se refletem as conquistas e as deficiências do Ser. As experiências e desacertos que tomamos gravam-se em nosso Espírito e passam a refletir-se em nosso corpo espiritual (perispírito). É nele que se estruturam as matrizes das enfermidades cármicas.

Interessante que após o desencarne, o indivíduo passa a exibir, no mundo Espiritual a aparência fisionômica da última existência, porém dependendo do grau de progresso do ser, o Espírito pode tomar a forma que desejar.

Alguns exemplos

Vamos supor que um indivíduo abusa do vício do fumo a tal ponto de conquistar uma doença grave em seu corpo, o que ocasiona seu falecimento. Seu corpo não estava pré-disposto a morrer daquele jeito, foi seu comportamento que ocasionou sua morte. Neste caso, o aparelho físico foi danificado a tal modo que o corpo faleceu, como foi um ato voluntário de desrespeito e transgressão ao que é Divino e Natural, também seu períspirito é danificado. Após o desencarne, este espírito então parte para a erraticidade, deixando na Terra seu corpo físico para decomposição. Porém seu períspirito permanece com ele, pois é sua herança. Este períspirito possui uma degradação na região dos pulmões por causa dos excessos do fumo. Quando este espírito tiver nova oportunidade de reencarnação, quando seu novo corpo físico vai ser formado através da concepção e quando as células e sistema respiratório estiver em formação, será o períspirito que comandará esta formação. Como ele está danificado, o que resultará desta matriz/deste molde será um aparelho respiratório com deficiências. Podemos pensar que será um indivíduo com propensão a doenças respiratórias de toda ordem, sofrerá desde cedo com esta fragilidade e carregará ela até que seu reajuste seja feito.

O mesmo podemos pensar nos casos de suicídio. Uma pessoa que ingere um veneno para acabar com sua vida, transgride a Lei Natural, ocasiona a morte do corpo físico e danifica seu períspirito. Em próxima encarnação, trará problemas congênitos naquela região que sofreu excessos e transgressões.

Um suicida que se dá um tiro na cabeça, pode reencarnar com deficiência mental. Vários estudos concluem que muitos portadores de Síndrome de Down são antigos suicidas.
Outro exemplo que podemos dar é o seguinte: supomos que alguém sofra um acidente ao qual não tem culpa alguma. Não foi provocado por ele nem tampouco ousou de comportamentos inconsequentes ou arriscados. Neste acidente, lesionou a perna de tal modo que os médicos precisaram amputá-la para evitar a morte. O períspirito deste indivíduo nesta situação não sofre dano, pois não houve transgressão da sua parte. Em uma próxima encarnação, este espírito gozará de seu corpo perfeito novamente.

Curiosidade que neste caso, em um fenômeno de desdobramento (sonho ou mediúnico) ele estará com as duas pernas perfeitas. Também encontramos relatos de amputados que sentem dor, coceira ou sensações nos membros amputados, justamente porque seu períspirito está plenamente preservado.

Então já começamos a perceber que não existe uma escolha Divina que aponta para alguns nascerem perfeitos, e outros nascerem com deformidades. Deus é uma inteligência suprema e não está preocupado com isto, tudo faz parte das Leis Naturais, Lei de Causa e Efeito, etc.

Uma deformidade congênita não é punição de Deus nem azar, mas uma conquista do nosso espírito imortal.

A restauração disto se dá através de provas e expiações, para que aprendamos a ter cuidados com o nosso corpo e com nossa conduta, evitando excessos e transgressões.
Precisamos nos conscientizar da nossa responsabilidade individual. Considerando que o homem vem permitindo degradar sua matéria pelo uso abusivo dos prazeres da matéria.

O corpo e a alma são necessários um ao outro. Amai, pois vossa alma, mas cuidai também do corpo, instrumento da alma.

Temos nossa tarefa a desempenhar neste planeta e que esta tarefa pode ter sido elaborada/arquitetada por nós mesmos, enquanto vivíamos no mundo espiritual, e nosso corpo físico, hoje é a nossa ferramenta para cumpri-la.

Se comprometermos nosso corpo físico, corremos o risco de termos a morte física antes do necessário, desperdiçando assim anos ou séculos de planejamento espiritual.

Muitas doenças e males são a consequência da intemperança e dos excessos de todos os gêneros. Vamos ter atenção:

1) Evitar distúrbios alimentares (comer em excesso ou inanição)
2) Evitar vícios – Alcoolismo e tabagismo
3) Evitar distúrbios do sono (dormir demais ou de menos).
4) Evitar vício do trabalho (forçando os próprios limites físicos e psicológicos. Isto é, roubando para o trabalho, as energias e o tempo que seu corpo necessita para o seu descanso, a boa alimentação, a distração e a vida de relacionamentos.)
5) Buscar exercícios físicos ao lado de exercícios mentais (leitura, música, conversações instrutivas, relacionamentos estimulantes, orações, meditação, ajuda ao próximo-caridade) a fim de preservar o veículo do nosso espírito.

Momentos de Saúde – Divaldo Franco (Joana de Angelis)

A conquista da saúde integral é a meta ambicionada pela criatura humana. Conseguir a harmonia entre o corpo, o emocional e o psíquico, num quadro geral de bem-estar, constitui um grande desafio para a inteligência humana.

À medida que o homem se autodescobre e vivencia o amor, constata que a saúde é uma conquista interior, que se reflete no corpo como resultado.

As doenças nas áreas psíquica e emocional, facilmente se transferem para a orgânica (corpo), ensejando campo para a instalação de doenças.

Perturbado o equilíbrio energético de sustentação das células, os fatores imunológicos, sob bombardeio de descargas mentais destrutivas, alteram-se, facilitando a instalação e desenvolvimento de agentes danosos (vírus, bactérias, etc.), que produzem a degeneração do organismo.

Em razão disso, torna-se imprescindível o estabelecimento de uma era de nova consciência da responsabilidade, a fim de que, lúcido e equilibrado, o indivíduo tenha uma conduta moral e mental harmônicas, para a aquisição do valioso patrimônio da saúde.

PARA TER SAÚDE

Visualiza-te sempre saudável e cultiva os pensamentos otimistas, alicerçado no amor. Liberta-te de todo entulho mental, que te pode constituir fonte de intoxicação e estímulo às doenças.

Se a enfermidade te visita, aproveita a presença dela para reflexões em torno do teu comportamento.

Pensa na saúde e deseja-a ardentemente, sem imposição, sem pressão, mas com nobre intenção.

Planeja-te saudável e útil, antevendo-te recuperado e operoso no convívio familiar e social como instrumento valioso da comunidade.

Reabastece o departamento mental com pensamentos de paz, de compaixão, de solidariedade, de perdão e de ternura, envolvendo-te, emocionalmente, com a Vida, de forma a te sentires nela integrado, consciente e feliz.

Doença, em qualquer circunstância, é prova abençoada.

Saudável, aproveita o ensejo para te preservares, produzindo mais e melhor.

Enfermo, agradece a Deus e amplia os horizontes mentais no amor para te recuperares, hoje ou mais tarde, seguindo adiante em paz e confiança.

Centro Assistencial Portal da Luz

Rua Antônio Rossato, 596 – Bairro Marechal Floriano – Caxias do Sul – RS – Fone: (54) 3211.4937