Momentos de Saúde – Divaldo Franco (Joana de Angelis)

A conquista da saúde integral é a meta ambicionada pela criatura humana. Conseguir a harmonia entre o corpo, o emocional e o psíquico, num quadro geral de bem-estar, constitui um grande desafio para a inteligência humana.

Através de admiráveis e valiosas conquistas a vida humana atinge hoje os mais elevados índices de longevidade de todos os tempos.

O homem tem conseguido banir da Terra enfermidades que no passado dizimavam povos inteiros. A precisão de diagnóstico e o uso de sofisticados aparelhos detecta graves enfermidades antes da sua manifestação, ou no seu início, ao lado de terapêuticas avançadas, que prolongam a vida, diminuem as dores e preservam os órgãos, mesmo quando afetados.

Isto faz com que hoje se viva muito mais e com mais qualidade do que há 50 anos.

Certamente, novas doenças surgem e tomam conta das paisagens humanas, no entanto, sendo estudadas e combatidas sem trégua.

Por instinto, o homem procura evitar o sofrimento ou liberar-se d’ele. O temor da dor e da morte apresenta-se ínsito em todos, sob o comando da necessidade de preservação da vida.

Graças à inferioridade humana permanecem os fatores de perturbação e desordem na área da saúde, desenvolvendo as doenças.

À medida que o homem se autodescobre e vivencia o amor, constata que a saúde é uma conquista interior, que se reflete no corpo como resultado.

As doenças nas áreas psíquica e emocional, facilmente se transferem para a orgânica (corpo), ensejando campo para a instalação de doenças.

Perturbado o equilíbrio energético de sustentação das células, os fatores imunológicos, sob bombardeio de descargas mentais destrutivas, alteram-se, facilitando a instalação e desenvolvimento de agentes danosos (vírus, bactérias, etc.), que produzem a degeneração do organismo.

Em razão disso, torna-se imprescindível o estabelecimento de uma era de nova consciência da responsabilidade, a fim de que, lúcido e equilibrado, o indivíduo tenha uma conduta moral e mental harmônicas, para a aquisição do valioso patrimônio da saúde.

1. DECISÃO DE SER FELIZ

Empenha-te ao máximo para tornar tua vida agradável a ti mesmo e aos outros.

Se as pessoas que te cercam não concordarem com a tua opção de ser feliz, continua gerando bem-estar. És a única pessoa com quem contarás para estar contigo, desde o berço até o túmulo, e depois d’Ele, como resultado dos teus atos…

Gerar simpatia, produzindo estímulos otimistas para ti mesmo, representa um crescimento emocional significativo.

Quando se elege uma existência enriquecida de paz e bem-estar, não se está eximindo ao sofrimento, às lutas, às dificuldades que aparecem. Pelo contrário, eles sempre surgem como desafios perturbadores, que a pessoa deve enfrentar.

Quem, na luta, apenas vê sofrimento, possui conduta patológica.

A vida é bênção, e deve ser mantida saudável, alegre, promissora, mesmo quando sob provas e expiações.

Tornando tua vida agradável, serão frutíferos e ensolarados todos os teus dias.

2. LIBERDADE DE ESCOLHA

Somos livres para imprimir na nossa existência o padrão de felicidade ou de aflição com o qual desejamos conviver. Há pessoas que preferem a queixa e a lamentação, armazenando o pessimismo.

Ninguém tem o destino do sofrimento. Ele é resultado da ação negativa, jamais a causa.

Desperte para o que deves produzir de bom, de útil, de construtivo empenhando-te na realização da tua liberdade de ser feliz.

3. SAÚDE E BEM-ESTAR

A criatura humana torna-se o que pensa.

Lamentavelmente, porém, expressiva maioria de indivíduos somente acalenta idéias negativas, pessimismo. Como resultado, enfraquecem as resistências morais, debilitam os valores espirituais.

Há determinadas provações que são inevitáveis.

Podem, entretanto, através de construções mentais e humanas edificantes, serem alteradas, atenuadas e até liberadas, pois que os atos saudáveis e bondosos ganham mérito para superar aqueles que são danosos.

Esforça-te por desconsiderar as ocorrências desagradáveis, perturbadoras.

Podes e deves alterar para melhor o clima que respiras, o ambiente no qual te encontras.

Não basta pedires a Deus ajuda, porém, deves fazer a tua parte, sem o que, pouco ou nada conseguirás. Saúde ou doença, bem ou mal-estar dependem de ti.

4. A TRAGÉDIA DO RESSENTIMENTO

As pressões emocionais, econômicas e de outras origens desencadeiam distúrbios variados.

Provocando medo, ansiedade, amargura, desarmonizam o sistema nervoso dos seres humanos, conduzindo a neuroses profundas que, quase sempre somatizadas, são responsáveis por enfermidades alérgicas, digestivas, do metabolismo em geral, facultando a instalação de processos degenerativos.

O ressentimento é responsável por muitas das tragédias do cotidiano.

A pessoa que tem alegria de viver, que ama, perdoa, se cura mais rapidamente e melhor do que aquele que odeia, que tem ciúmes. A pessoa rancorosa é doente, a mágoa e o ressentimento é um veneno que tomamos sempre que cultivarmos estes sentimentos.

O ressentimento é tóxico que mata aquele que o carrega. Enquanto vibra na emoção, destrambelha os equipamentos nervosos mais sutis e produz disritmia, oscilação de pressão, disfunções cardíacas.

Não vale a pena deixar-se envenenar pelo ressentimento.

Há pessoas ressentidas que se não dão conta.

– lembra do Divaldo? –

Sobre os indivíduos que te foram cruéis, o teu primeiro passo será compreendê-los, considerando-os sem responsabilidade nem esclarecimento, sem má intenção em relação a ti. Mediante tal recurso os compreenderás e os perdoarás posteriormente, liberando-te.

Ademais, o mal que te façam, somente te perturbará, se o permitires, acolhendo-o. Em caso contrário, tornará à sua origem.

Vive, pois, sem mágoas. Ressentimento, nunca.

PARA TER SAÚDE

Visualiza-te sempre saudável e cultiva os pensamentos otimistas, alicerçado no amor. Liberta-te de todo entulho mental, que te pode constituir fonte de intoxicação e estímulo às doenças.

Se a enfermidade te visita, aproveita a presença dela para reflexões em torno do teu comportamento.

Pensa na saúde e deseja-a ardentemente, sem imposição, sem pressão, mas com nobre intenção.

Planeja-te saudável e útil, antevendo-te recuperado e operoso no convívio familiar e social como instrumento valioso da comunidade.

Reabastece o departamento mental com pensamentos de paz, de compaixão, de solidariedade, de perdão e de ternura, envolvendo-te, emocionalmente, com a Vida, de forma a te sentires nela integrado, consciente e feliz.

Doença, em qualquer circunstância, é prova abençoada.

Saudável, aproveita o ensejo para te preservares, produzindo mais e melhor.

Enfermo, agradece a Deus e amplia os horizontes mentais no amor para te recuperares, hoje ou mais tarde, seguindo adiante em paz e confiança.

Centro Assistencial Portal da Luz

Rua Antônio Rossato, 596 – Bairro Marechal Floriano – Caxias do Sul – RS – Fone: (54) 3211.4937