Harmonia no Lar

“A sociedade é composta por elementos que se formam nos lares”.

Jamais construiremos uma comunidade segura e tranqüila sem que o lar se aperfeiçoe. A paz do mundo começa exatamente sob as telhas a que nos acolhemos. Se não aprendermos a viver em paz entre quatro paredes, jamais teremos a harmonia das nações.

O lar é o lugar sagrado que Deus concedeu às criaturas para que elas pudessem construir os elos do amor. O melhor remédio para curar o egoísmo é viver em família. Porque no lar nós vamos compartilhar a vida com pessoas diferentes de nós.

A nossa conduta fora de casa modifica-se quando temos algum problema dentro da família. Quando começamos o dia com desavenças no lar, ainda que de pequena monta, nosso dia parece que não engrena. Parece que está amarrado, dificultando o nosso deslanche. E aquela desarmonia familiar tende a se reproduzir fora do lar, seja no trânsito, no trabalho ou na escola. Se tivermos harmonia em casa, tudo conspira a nosso favor, sentimos que somos amados, queridos por nossos familiares, e aí o nosso comportamento no meio social tende a ser muito melhor, pois temos uma grande retaguarda de amor em nossa família. Sem a família não há evolução espiritual, ao menos em nosso atual estágio evolutivo.

Na família é que nós encontramos as nossas melhores companhias. Estamos reencarnados entre aqueles espíritos mais indicados ao nosso progresso espiritual. Eles nos trazem as lições ainda não aprendidas. Diante daquele familiar que representa um problema, indague-se qual a lição que a vida esta me trazendo. Paciência? Aceitação? Perdão? Doação?

Portanto vamos amar nossa família do jeito que ela é (esforçando-nos para que ela melhore). E se eles não são aquilo que gostaríamos que fossem, lembremo-nos de que nós podemos também não ser aquilo que eles esperavam.

Podemos ter uma casa, uma família, mas não termos um lar, se ali não houver entendimento. “Harmonia no lar” é a grande tarefa que se nos apresenta, pedindo esforço e dedicação de cada um em prol do bem comum. É um trabalho de todas as horas.

A família afigura-se como abençoada escola onde se encontram amigos do passado para se apoiarem mutuamente e em conjunto aprenderem, e inimigos do passado para através dos laços de sangue aos poucos irem diluindo as clivagens que criaram em vidas anteriores. Assim surgem as simpatias naturais com este ou aquele familiar e as antipatias naturais com um ou outro membro da família.

O lar é a matriz, onde se encontram espíritos relacionados entre si, para com o véu do esquecimento, poderem se amar, poderem se conhecer e aproveitar oportunidades benfazeja em outras ocasiões desperdiçadas.

Visualizando a importância do Lar, agora incluamos a necessidade da Oração em família.

O instrumento ideal para aproximar os familiares é a oração em família. A prática do Evangelho no Lar, num dia marcado, é o cultivo do Evangelho no próprio coração das criaturas. Sintonizemos com essa fonte inesgotável para vencermos (em grupo) os obstáculos do caminho, e para conseguirmos forças e orientação para a construção de um futuro melhor para nós e para a Humanidade.

O ser que não tem uma crença e vive apenas para aproveitar os prazeres do mundo, é como um barco sem motor e sem velas, à mercê dos ventos e das correntes marítimas.

À luz da Doutrina Espírita O MELHOR É CRESCER EM FAMÍLIA, tendo Jesus por companheiro.

Enquanto se pratica o Evangelho, os irmãos invisíveis tratam de infiltrar nos corações muita Paz e serenidade, tratam de fazer uma verdadeira transfusão energética das forças mais puras até nós, concomitantemente trazem irmãos outros, que nos são afins ou não, para que também eles, mesmo estando no plano espiritual, possam ouvir as considerações ali semeadas e refletir.

Se oras em tua casa, teus vizinhos também são beneficiados”, além dos familiares reunidos e dos irmãos já em outro plano de existência, trazidos pelos benfeitores espirituais, também alcança-se os vizinhos ou as pessoas que circundam aquele lugar, pois o ambiente envolvido pela paz, começa agora a irradiar amor, fraternidade, saúde, aumentado ainda mais nossa responsabilidade perante esta realização que não pode mais tardar para começar em nossos lares.

“A prece é um ato de adoração. Orar a Deus é pensar nele; é aproximar-se dele; é por-se em comunicação com ele. A três coisas podemos propor-nos por meio da prece: louvar, pedir, agradecer”, já nos dizem os Espíritos em O Livro dos Espíritos Quest. 659.

A prece é um poderoso instrumento, através dela, podemos inter-relacionar nosso pensamento com outros irmãos que nos ensejam paz. A começar pelo amigo mais intimo que temos, nosso Anjo Guardião, que nos faz companhia nos momentos mais deficientes e felizes de nossas vidas. A ele nos ligamos imediatamente no momento de nossas reflexões e preces.

A vida agitada de hoje dificulta, mais do que nunca, a reunião dos familiares para a troca de idéias, a reflexão em conjunto, a busca de referenciais de pensamento e ação.

Atualmente, não podemos contar sequer com o horário das refeições e cada um vai levando a sua vida. Outras solicitações, como a televisão, roubam os poucos instantes em que estamos juntos.

De maneira concisa, podemos, assim, propor como objetivo principal do Evangelho no Lar: a comunhão familiar à luz dos ensinamentos de Jesus.

Deste objetivo geral decorrem efeitos como os que citamos a seguir:

  • levar os ensinamentos de Jesus para a família;
  • harmonização do ambiente familiar;
  • higienização ambiental;
  • melhoria de sintonia vibratória;
  • esclarecimento e proteção;
  • fortalecimento espiritual;
  • abrir as portas do lar para receber os Espíritos Amigos, e contato mais profundo com o mundo espiritual.

O Culto do Evangelho no Lar é verdadeiro banho de luz espiritual que ilumina o lar, higieniza a mente e a alma, harmonizando a família;

A oração em conjunto atrai para o convívio familiar os espíritos superiores que passam a amparar os membros da família;

ROTEIRO PARA PRÁTICA DO EVANGELHO NO LAR

Escolher um dia da semana e fixar horário para o Culto do Evangelho no Lar de preferência aquele em que seja possível a presença de todos os membros da família; O dia da semana e o horário mais adequados a todos os participantes devem ser escolhidos livremente.

Duração flexível (20 minutos);

Uma vez fixados o dia, horário e duração do culto, passar a observá-los rigorosamente em função da assistência promovida pelos amigos espirituais;

Providenciar água natural para ser fluidificada, condicionada em quantidade suficiente para ser distribuída entre os presentes após a prece final;

Iniciar o culto com a prece preparando o piso espiritual tanto a nível individual como de ambiente, propiciando um clima adequado de recolhimento e de alegria para melhor aproveitamento na assimilação dos recursos espirituais e dos ensinamentos evangélico-doutrinários a serem desenvolvidos;

Proceder à leitura de um tema edificante, buscando sempre a essência dos ensinamentos de Jesus e aplicação na vida diária. A reunião poderá ser enriquecida com história ou narrativa de fatos reais que possam ser analisadas à luz da doutrina espírita;

Encerrar o culto com a prece de agradecimento, fazendo vibração para aqueles que não puderam estar presentes, pelo lar onde realizada a reunião, pelos presentes, familiares, amigos e necessitados, no sentido de harmonia, paz, tranqüilidade e equilíbrio.

Distribuir a água fluidificada;

Procurar manter o clima de harmonia após o culto.

Cuidados:

Uma vez escolhidos, o dia da semana e o horário de realização do Evangelho no Lar devem ser respeitados. Assiduidade e pontualidade são importantes para o bom contato com o Plano Espiritual.

Não transferir ou suspender a reunião em virtude de visita inesperada, hóspedes (podendo-se convidá-los a participar da reunião), compromissos de última hora, etc.…

Não transformar a reunião em trabalho mediúnico.

Tomar todo o cuidado para não criar polêmicas, acusações ou desvio para outros assuntos.

Na implantação do culto ou durante sua realização é comum o surgimento de diversos obstáculos como se a intenção e persistência do grupo familiar fosse colocado à prova.

Jesus no Lar – O culto do Evangelho no Lar aperfeiçoa o homem.

O homem aperfeiçoado ilumina a família.
A família iluminada melhora a comunidade.
A comunidade melhorada eleva a nação.
O homem evangelizado adquire compreensão e amor.
A família iluminada conquista entendimento e harmonia.
A comunidade melhorada produz trabalho e fraternidade.
A nação elevada orienta-se no direito, na justiça e no bem.
Descobrir novos campos de luta e pensar em torno deles não expressa tudo.
Imprescindível conhecer o próprio destino.
Não basta, pois, a certeza de que a vida continua infinita, além da morte.
É necessário clarear o caminho.
Do Evangelho no lar, depende o aprimoramento do homem.
Do homem edificado em Jesus Cristo depende a melhoria e a redenção do mundo.

* * *

Xavier, Francisco Cândido. Da obra: Nosso Livro.
Ditado pelo Espírito Emmanuel.

 

Centro Assistencial Portal da Luz

Rua Antônio Rossato, 596 – Bairro Marechal Floriano – Caxias do Sul – RS – Fone: (54) 3211.4937